domingo, 23 de outubro de 2016

Escolhidas para um Recomeço!

Queridos leitores, essa semana resolvi  criar um painel com as fotos de algumas amigas do Grupo Câncer de Ovário: Juntas Somos Mais Fortes, que mantenho no Facebook, e coloquei esse painel como capa de nosso grupo! Uma dessas amigas acabou criando um emocionante texto, que descreve exatamente como nos sentimos após o diagnóstico, o qual compartilho com vocês! Obrigada minha queridíssima amiga Mari Sória, por tamanha sensibilidade!

Escolhidas para um recomeço - por Mariana Sória

Essas mulheres sabem que pior que a quimioterapia, é só a quimioterapia mesmo... 
Essas mulheres sabem que ficar careca dá vergonha, mas que no banho é uma delicia sentir a água na cabeça... 
Essas mulheres sabem a dor da notícia...
Essas mulheres sabem que conviver com o medo da morte não é legal...
Essas mulheres sabem o quanto é importante a atenção de pessoas queridas...
Essas mulheres sabem o quanto é triste ver pessoas se distanciando nesse momento...
Essas mulheres sabem que a fé é a base de tudo...
Essas mulheres sabem que a força vem na hora que precisamos...
Essas mulheres sabem que não ter paladar é estranho...
Essas mulheres sabem o que é um verdadeiro enjoo...
Essas mulheres descobrem quem são os verdadeiros amigos...
Essas mulheres sabem que o chuveiro é nosso melhor amigo e que talvez, o único que nos escuta e nos entende...
Essas mulheres sabem como é bom ficar sem se depilar por uns meses...
Essas mulheres sabem como é a culpa de ver seus familiares tristes por você...
Essas mulheres sentem uma vontade imensa de viver...
Essas mulheres se irritam ao ver pessoas reclamando que "hoje é segunda", que não aguenta mais trabalhar, de uma simples dor de cabeça, reclamarem por pouco...
Essas mulheres não gostam de mimimi...
Essas mulheres sabem como é a espera de um resultado de exame...
Essas mulheres sabem o quanto as pernas doem...
Essas mulheres já sentiram o corpo fraco, mas um fraco impossível de se mexer...
Essas mulheres acreditam num amanhã lindo...
Essas mulheres foram: "Escolhidas para um recomeço!!!" 
❤️🙏🏽🍀





quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Anticoncepcionais podem ter reduzido casos de câncer de ovário, diz estudo





Número de casos diminuíram em muitos países entre 2002 e 2012.
Acredita-se que contraceptivos tenham um efeito protetor contra o câncer. Eu, particularmente, nunca tomei anticoncepcionais em razão da existência de uma infertilidade conjugal e também nunca engravidei. Bem interessante esse estudo!


As mortes por câncer de ovário diminuíram em muitos países entre 2002 e 2012 e seguirão caindo pelo menos até 2020, principalmente graças à generalização do uso da pílula anticoncepcional, revela um estudo publicado este mês.
Outra explicação plausível pode ser a menor utilização de tratamento hormonal em mulheres na menopausa há uma década, indica o estudo publicado pela revista "Annals of Oncology".
Acredita-se que os contraceptivos orais tenham um efeito protetor contra o câncer de ovário, enquanto o tratamento hormonal substitutivo aumentaria o risco.

Em seu estudo, os pesquisadores liderados por Carlo La Vecchia, da Universidade de Milão, mostraram que a redução da mortalidade por câncer de ovário foi mais acentuada nos Estados Unidos, onde caiu 16%, na Austrália e na Nova Zelândia, onde caiu 12%.
A mortalidade baixou 10% nos países da União Europeia entre 2002 e 2012, passando de 5,76 mortes por cada 100.000 mulheres a 5,19.
Mas a queda variou segundo os países, de 0,6% na Hungria a 28% na Estônia.
"As grandes variações da taxa de mortalidade na Europa diminuíram desde os anos 1990 (...) provavelmente devido a uma utilização mais uniforme dos anticoncepcionais orais, assim como por fatores reprodutivos, como a quantidade de filhos por mulher", destacou La Vecchia.
Ele reconhece, no entanto, que existem diferenças notáveis entre países como Grã-Bretanha, Suécia ou Dinamarca, por um lado, onde as mulheres começaram a tomar anticoncepcionais a partir dos anos 1960, e os países da Europa Oriental, que o fizeram mais tarde.
Outras regiões mostraram tendências menos consistentes. A quantidade de câncer de ovário diminuiu nos países do cone sul da América Latina.
Argentina, Chile e Uruguai mostraram uma queda entre 2002 e 2012, mas em Brasil, Colômbia, Cuba, México e Venezuela houve um aumento da mortalidade.

Fonte: G1 - 30/09/2016


CÂNCER É DURO TRATAR!

Queridos leitores,

Em primeira mão, segue a entrevista que dei à Revista Proteste de Outubro de 2016!













Exame de sangue em estudo pode detectar câncer em estágio inicial

Teste identifica rastros do código genético de vários tipos de tumores. Biópsia líquida deve estar disponível aos pacientes no prazo de 2...