segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Estudo traz uma nova abordagem para tratamento de câncer!


Uma nova abordagem para a terapia do cancro trabalha para controlá-lo, e não eliminá-lo completamente.
Pesquisadores criaram um novo sistema de entrega de drogas que poderiam melhorar a eficácia de um conceito emergente no tratamento do câncer - para  um controle em um longo prazo, não necessariamente visando a sua eliminação completa.

A abordagem, chamada de "regime de dosagem metron mico," utiliza doses significativamente mais baixas de drogas quimioterapêuticas, mas em intervalos de tempo mais curtos. Isto tem vários objetivos de matar as células cancerosas, a criação de um ambiente biológico hostil para o seu crescimento, reduzindo a toxicidade do regime de droga e evitar o desenvolvimento de resistência aos medicamentos contra o cancro a serem utilizados.

Um sistema acaba de ser publicado em Química de Materiais por um grupo de pesquisadores do Oregon e do Reino Unido e oferece uma forma ainda mais eficaz para entregar tais drogas e pode ser capaz de melhorar significativamente esta abordagem, dizem os cientistas. São necessários mais ensaios em animais e seres humanos para segurança e eficácia.

"Este novo sistema tem algumas drogas de terapia de câncer existentes para o cancro do ovário, oferece ambos ao mesmo tempo e permite-lhes trabalhar em sinergia", disse Adam Alani, um professor associado na Oregon State University / Oregon Health & Science University College of farmácia, e principal autor do novo estudo.

"Imagine se pudéssemos controlar o câncer em uma base de longo prazo como uma condição crônica, como é feito com a pressão arterial alta ou diabetes. Este poderia ser um enorme salto em frente."

Esta abordagem ainda está em estágios experimentais, Alani disse, mas mostra a promessa. Em um trabalho anterior com sistemas relacionados em testes com animais, OSU e pesquisadores colaboradores têm sido capazes de erradicar completamente os tumores.

Remissão total, Alani disse, pode ser possível com dosagem metron, mas o objetivo inicial é não só para matar as células cancerosas, mas para criar um ambiente em que é muito difícil para eles crescer, em grande parte, cortando grande suprimento de sangue que estes tipos de células muitas vezes precisam.

As quimioterapia convencional para cancro baseia-se na utilização de "doses máximas toleráveis" de uma droga, na tentativa de eliminar completamente os tumores ou cancro. Em alguns casos, tais como o cancro do ovário, no entanto, são necessários intervalos livres de drogas para permitir a recuperação do paciente dos efeitos secundários, durante o qual pode, por vezes, ocorrer de os tumores começarem a crescer novamente ou desenvolver resistência aos fármacos a ser utilizado.

Os tipos de cancros que esta abordagem pode prestar-se  melhor são aqueles que são bastante complexos e difíceis de tratar com regimes convencionais à base de "dose máxima tolerável." Isto inclui ovário, sarcoma, mama, próstata, e cancros do pulmão.

Um exemplo do novo regime metron mico, neste exemplo, é a utilização de duas drogas já comuns no tratamento do cancro do ovário - paclitaxel e rapamicina - mas a níveis de um décimo a um terço da dose máxima tolerável. Uma droga ataca as células cancerosas e a outra inibe a formação de células cancerosas e o crescimento de vasos sanguíneos nos locais de tumor.

O novo sistema desenvolvido nesta pesquisa leva o processo um passo adiante. Isso atribui estes fármacos para as nanopartículas de polímeros que migram especificamente em células cancerosas e são concebidas para libertar os medicamentos a um determinado nível de acidez, que é comum a estas células. As doses baixas, segmentação cuidadosa das drogas e sua capacidade de trabalhar em sinergia, ao mesmo tempo apareceu para aumentar grandemente a sua eficácia, enquanto elimina quase completamente a toxicidade.

"Nossa meta é reduzir significativamente os tumores, de forma lenta ou parar o seu novo crescimento, e dar tempo corpo e ao sistema imunológico de uma pessoa a recuperar a sua saúde e habilidades naturais para combater o câncer", disse Alani. "Estou muito otimista que isso seja possível, e que poderia fornecer uma abordagem totalmente nova para o tratamento do câncer."

Fonte da história:

O post acima é reproduzido a partir de materiais fornecidos pela Universidade do Estado de Oregon. Nota: O conteúdo pode ser editado para o estilo e comprimento.

Jornal de referência:

Deepa A. Rao, Gyan Mishra, Bhuvana Shyam Doddapaneni, Sergiy Kyryachenko, Igor H. Wierzbicki, Duc X. Ngyuen, Vidhi Shah, Adel Al M. Fatease, RAID G. Alany, Adam W. G. Alani. Combinatórias poliméricos micelas conjugados com dual efeitos citotóxicos e antiangiogênicas para o Tratamento de câncer de ovário. Chemistry of Materials, 2016; DOI: 10.1021 / acs.chemmater.6b01280

tradução: Nanci Venturini
fonte: ScienceDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

CÂNCER DE OVÁRIO - NOSSA VOZ GANHANDO FORÇAS

Há 5 anos atrás muito pouco se ouvia falar sobre câncer de ovário! Muitas mulheres diagnosticadas com ca de ovário  sofriam caladas e isol...