sábado, 24 de outubro de 2015

A vida é efêmera, portanto, VIVA!

Há um pouco mais de três anos, após receber um diagnóstico bombástico de ca de ovário, minha grande preocupação era encontrar sobreviventes! Procurei muito no google e não achava absolutamente nada aqui no Brasil. Ninguém para compartilhar comigo suas experiências, ninguém para me dar uma palavra de conforto ou esperança! Acreditei, por algum tempo, que não existiam sobreviventes...Mas não me dei por vencida! Resolvi criar esse blog, a princípio, para encontrar pessoas que tivessem vivenciando o mesmo que eu! 
A partir daí, comecei a encontrar e a conhecer mulheres maravilhosas, também vítimas do ca de ovário!
Muitas dessas irmãs-amigas já partiram, mas muitas estão super bem, graças a Deus! 
Tenho acompanhado casos de sucesso e insucesso...Tenho tido momentos de alegria e tristeza...ora vibro e ora choro...mas tem valido pena!
Toda essa vivência tornou-me uma pessoa mais forte e despertou-me para a vida! Já não me preocupo com o ca e com termos como remissão, recidiva, sobrevida...vivo um dia de cada vez, procurando ser feliz!
Garanto a vocês que vivi muito mais nos últimos três anos, do que em toda a minha vida anterior ao ca! 
Infelizmente, no meu caso foi necessário um fato impactante para eu acordar para a vida! 
A gente não sabe adivinhar. A gente não sabe por quanto tempo estará enfeitando esse PLANETA. E descuidamos. Cuidamos pouco. De nós, dos outros. 
Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos minutos e horas preciosos. Perdemos dias, às vezes anos. 
Nos calamos quando deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos ficar em silêncio. Não damos o abraço que tanto nossa alma pede porque algo em nós impede essa aproximação. Não damos um beijo carinhoso "porque não estamos acostumados com isso" e não dizemos que gostamos porque achamos que o outro sabe automaticamente o que sentimos.
E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os mesmos, fechados em nós. Reclamamos do que não temos, ou achamos que não temos suficiente. Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos. Nos consumimos.
E o tempo passa...
Passamos pela vida, não vivemos. Sobrevivemos, porque não sabemos fazer outra coisa.
Até que, inesperadamente, acordamos e olhamos pra trás. E então nos perguntamos: e agora?!

Moral da estória: Não espere por algo que o faça descobrir que a vida é efêmera para que você viva plenamente!

6 comentários:

  1. Bom dia.
    Minha mae teve e sobreviveu, estive com ela em td o processo e ela mudou muito queria poder entender ja se passaram 9 anos de td de ruim que ela enfreitou hoje nao tenho mais contato com ela.se tornou uma pessoa fria,amarga,distante..bom adoraria poder conversar comvc. Abraços meg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro leitor (a):
      Graças a Deus que ela está bem após 9 anos....
      Muito triste esse afastamento entre vocês!
      Se quiser conversar, passe-me o seu e-mail.
      Abraços.

      Excluir
  2. Olá Nanci, minha mãe teve câncer a 1 ano e meio atrás, estágio IV, seis sessões de quimio( carboplatina,) 12 sessões de Avastin ( um anti-anti angiogênise). Ela recebeu a notícia durante um exame de imagem de rotina, da pior forma e ainda só! Desde então, minha mãe não sorri mais, teve um depressão profunda a ponto de não querer fazer cirurgia para retirada do tumor! Foram momentos difíceis, mas Deus estava conosco nos dando sabedoria!! Hoje considero que ela está curada. Todos os exames como ca 125 , pet scan e imagem mostram que o câncer já foi.Mas ainda tem medo, chora todos os dias, tem medo de voltar a acreditar em viver e o câncer voltar. Tenho incentivado para que ela leia seu blog e saiba que não está sozinha. A única coisa que quero é vê-la sorrindo novamente. Obrigada por compartilhar sua vida conosco!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido leitor(a):
      Quem passa por um câncer, ainda mais em estágio avançado, sempre teme uma recidiva e isso não é diferente comigo. Também tenho medo, mas estou procurando viver mais intensamente e ser feliz! Procuro preencher todo o meu tempo para me livrar de pensamentos depressivos, seja trabalhando, estudando ou escrevendo no blog!
      Cada um lida com essas situações extremas de um modo diferente, mas talvez a ajuda de um psiquiatra possa ajudar a sua mãe!
      Espero, de coração, que sua mãe volte a sorrir!
      Abraços fraternos.

      Excluir
  3. Boa noite. Qual o seu email?
    Se possível me dê um " oi"..
    luana_aquino21@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Boa noite. Qual o seu email?
    Se possível me dê um " oi"..
    luana_aquino21@hotmail.com

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...