sábado, 18 de julho de 2015

Um exército de mulheres guerreiras...


Mulheres Guerreiras são tantas. As que saem para trabalhar fora, as que ficam em casa para cuidar dos filhos, as que estudam, as semianalfabetas, as doutoras, as cheias de filhos e as que não tem nenhum. As mães, as esposas, as filhas, as sogras, as noras, as cunhadas, as avós, as bisas, as irmãs e acima de tudo as irmãs-amigas. Senão de sangue, de consideração, apoio, carinho, apego e paixão. E é justamente dessas irmãs-amigas que eu vou falar.
Fiz muitas amigas virtuais durante essa minha jornada após o diagnóstico do câncer. Algumas delas tive a grande oportunidade de conhecer pessoalmente. Como já disse anteriormente, há três anos, criei um grupo no facebook chamado SOMOS MAIS QUE VENDEDORAS. Um grupo onde todas temos em comum uma estória de câncer, de luta, de determinação, de aprendizado, de vontade de vencer! Nesse grupo compartilhamos a nossa estória e temos a certeza de que não estamos sozinhas! São todas mulheres guerreiras, que lutam para sobreviver e para superar todos os traumas, medos e incertezas causadas por esse diagnóstico tão cruel.
No decorrer desses três anos, convivi com muitas delas, minhas irmãs-amigas, e criamos um laço de amizade e de carinho indescritível. Cuidamos, rimos, choramos, damos esperança e torcemos umas pelas outras...
Não é fácil quando alguma delas resolve partir. Já tivemos muitas baixas, mas não perdemos a esperança...Essas perdas, causam dor e saudade e, ao mesmo tempo, despertam em nós a vontade de não sermos somente guerreiras, mas VENCEDORAS! 

2 comentários:

  1. Oi, Nanci! Espero que esteja tudo bem por aí! :)

    Achei um artigo esse mês falando sobre alterações na classificação histórica do câncer de ovário e maneiras profiláticas para combatê-lo, tanto para pacientes sem risco aumentado, quando nas pacientes de risco aumentado (BCRA1 e 2). Além disso, faz relação entre o câncer de ovário com problemáticas benignas, como endometriose (já conhecido) e talvez relação entre a síndrome do ovário policístico (por conta da obesidade).
    Também menciona, como medida profilática, a retirada das tubas de Falopio com, ou sem, ooferectomia.

    Se você tiver interesse e souber inglês, achei que era uma ótima leitura. É de julho de 2015, hiper recente :)
    Um grande beijo.

    http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/cncr.29321/full

    ResponderExcluir
  2. Tamara,

    Muito obrigada pela indicação do texto.
    Sempre bom receber novas informações.
    Beijo.

    Nan

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...