terça-feira, 24 de setembro de 2013

As mulheres podem reduzir o risco de cânceres ginecológicos



Science Daily - 16 de setembro de 2013 – Perder peso, conhecer a história familiar, existem várias coisas que as mulheres podem fazer para reduzir o risco de desenvolver certos tipos de câncer e melhorar suas chances de sobrevivência se chegar a desenvolver um deles, de acordo com a Sociedade de Oncologia Ginecológica (SGO), a principal organização de médicos e outros profissionais de saúde especializados em cânceres femininos.
Durante o mês de setembro - mês da consciência do câncer ginecológico - ginecologistas especialistas em oncologia estão fazendo várias recomendações sobre cânceres femininos - cervical, endométrio (útero), ovário, vaginais e vulvares.

Aqui está o que a SGO recomenda:

Conheça sua história familiar: Se você tem um histórico familiar de câncer de mama ou câncer de ovário, efetuar um aconselhamento genético e considerar o teste genético. O câncer de ovário é difícil de ser detectado precocemente e é o mais mortal dos cânceres. Tendo tido membros da família com câncer de ovário ou de mama, isso pode aumentar o risco para ambas as doenças. Além disso, em famílias com cancro do cólon e de endométrio, também pode haver um risco acrescido de cancros ginecológicos. O aconselhamento genético pode ajudar a determinar o seu risco, de modo que você pode então considerar algumas medidas para baixá-lo se ele é alto. Essas medidas podem incluir um monitoramento mais intensivo ou prevenção cirúrgica.

Monitore o seu peso: câncer de endométrio (útero) é o mais comum dos cânceres das mulheres, e estar acima do peso é um importante fator de risco para desenvolver a doença. Perder peso pode reduzir significativamente o risco, e pode ajudá-la a sobreviver, se você desenvolver o câncer.

Vacine-se:  câncer do colo do útero já foi o câncer que mais matou mulheres em todo o mundo, mas o teste Papanicolau reduziu significativamente a taxa de mortalidade. O câncer do colo do útero pode ser praticamente eliminado se todas as meninas e meninos forem vacinados contra o vírus do papiloma humano (HPV), o vírus responsável pelo câncer do colo do útero. Como adulto, você pode reduzir o risco mediante o teste para o HPV e falar com seus médicos sobre a necessidade de monitoramento, se você tem o vírus.

Procure um Especialista: Se você tem um câncer ginecológico, você terá uma melhor chance de sobrevivência se for tratado por especialistas em oncologia ginecológica, mostram os estudos. Oncologistas ginecológicos são treinados e experientes na maioria dos tratamentos para esses tipos de câncer específicos, tem acesso a ensaios clínicos e fazem parte de equipes com outros profissionais de saúde para atenção integral. Se você tiver sido diagnosticado ou se você tem alto risco em desenvolver um câncer ginecológico, consulte um especialista em oncologia ginecológica.

4 comentários:

  1. Estou com uma amiga chamada Débora diagnosticada com câncer de ovario. Ja fez quimio e cirurgia agora. Descobri vc na Internet e te indiquei, pois vi que vc pesquisa muito e sabe tudo sobre a doença. Depois q aconteceu isso com ela entrei nesse mundo ate então distante de mim e quero fazer um trabalho voluntário com crianças em Juiz de Fora vc sabe me dizer por onde devo comecar?..Deus existe e está no meio de nós. Mesmo não tendo a doença fico sensibilizada com todos vcs e minha vida também mudou...bj Beth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitora, tudo bem?
      O mundo do câncer a gente só conhece quando alguém próximo ou nós mesmos somos acometidos pela doença! Muito legal de sua parte estar ajudando a sua amiga! Quanto ao trabalho voluntário, sugiro que você pesquise no google "trabalho voluntário em Juiz e Fora MG" e escolher o que mais se adeque a você e à sua disponibilidade!
      Um grande abraço.

      Nanci

      Excluir
  2. Obrigada Nanci pela informação. Fique sabendo que to sempre lendo o que posta . Eu querendo fazer um trabalho voluntário e vc já faz um há tempos! Bj no seu coração. Beth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida por ser uma leitora assídua!
      Beijos.

      Excluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

CÂNCER DE OVÁRIO - NOSSA VOZ GANHANDO FORÇAS

Há 5 anos atrás muito pouco se ouvia falar sobre câncer de ovário! Muitas mulheres diagnosticadas com ca de ovário  sofriam caladas e isol...