quarta-feira, 3 de abril de 2013

Neuropatia Periférica Induzida pela Quimioterapia (NPIQ)

Terminei o tratamento quimioterápico em agosto de 2012, foram 8 sessões com uma combinação de taxol e carboplatina, e ainda estou sentido os efeitos colaterais do mesmo. Estou tratando a neuropatia periférica induzida pela quimioterapia, que acometeu os meus pés e pernas, até a altura do joelho, e ambas as mãos. Nos locais afetados, sinto dormência, formigamento, dor e sensação de choque! A minha médica, de cuidados paliativos, já adiantou que tal sintoma pode durar anos.... Ai meu Deus! Já tomei, sem êxito, os seguintes medicamentos: gabapentina, venlafaxina, lyrica, amatto e, atualmente, estou tomando nortriptilina de 10 mg e efetuando sessões de acupuntura. Estou sentindo uma leve melhora, mas o medicamento tem me causado insônia. Geralmente, os medicamentos utilizados para esse tipo de sintoma causam várias reações e, como sou muito sensível a medicamentos,  tenho experimentado uma porção delas!

Encontrei um artigo interessante que fala sobre o assunto, o qual compartilho com vocês, abaixo:

O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.
A neuropatia periférica induzida pela quimioterapia começa geralmente nas mãos e nos pés, e sobe gradualmente pelos braços e pernas. Às vezes pode-se sentir formigamento ou dormência, outras vezes, é como uma pontada ou uma ardência ou ainda aumento da sensibilidade à temperatura. Pode apresentar-se uma dor intensa que pode tornar difícil executar tarefas rotineiras, como abotoar a camisa, contar moedas ou caminhar. Cerca de 30 a 40% dos pacientes com câncer submetidos à quimioterapia experimenta algum desses sintomas.

A neuropatia periférica induzida pela quimioterapia (NPIQ) é um dos motivos mais comuns para o abandono do tratamento pelos pacientes com câncer. Para algumas pessoas, os sintomas podem ser atenuados ao diminuir a dose de quimioterapia ou suspender temporariamente a mesma reduzindo assim a dor. Mas para outros pacientes, os sintomas permanecem por meses, anos ou mesmo indefinidamente após a quimioterapia.

A neuropatia periférica pode ser um efeito colateral extremamente debilitante, e não tem como se prever quem vai sofrer, e em que grau.

Os sintomas da NPIQ são geralmente tratados de forma similar a outros tipos de nevralgia, ou seja, uma combinação de fisioterapia, terapias complementares, como massagem e acupuntura, e medicamentos que podem incluir esteróides, antidepressivos, antiepiléticos e opióides para controlar a dor severa. Entretanto nenhum dos tratamentos citados mostrou ser verdadeiramente eficaz no tratamento da neuropatia induzida pela quimioterapia e praticamente todos os medicamentos provocam os seus próprios efeitos colaterais.

Medicamentos quimioterápicos associados a NPIQ:

•  Compostos de platina (cisplatina, carboplatina, oxaliplatina).
•  Vincristina.
•  Taxanos (docetaxel, paclitaxel).
•  Epotilonas.
•  Bortezomib.
•  Talidomida.
•  Lenalidomida.

O que causa a dor?

O que realmente causa a neuropatia a nível celular e tecidual é ainda em grande parte uma questão de especulação. Há evidências de que os nervos podem ficar sensibilizados devido a alterações na concentração de sal no líquido que os rodeia, ou porque os canais que utilizam esses sais para ativar os impulsos nervosos perder sua funcionalidade. Estas e outras alterações podem danificar a estrutura dos nervos.

Devido a que a etiologia subjacente pode variar de agente para agente quimioterápico e de um paciente para outro, é necessário realizar mais pesquisas para tentar definir as causas da NPIQ e identificar formas de prevenir ou aliviar o sintoma.

11 comentários:

  1. Olá Nanci, tudo bem?

    Excelente texto sobre a neuropatia periférica, os médicos não falam muito sobre ela mas a gente que a sente sabe a aflição que dá.
    Faz uns 40 dias que terminei as quimioterapias e eu tinha muuitas fisgadas no corpo como se fossem agulhadas durante todos os meses da quimio, depois que parei as coisas foram melhorando. Ainda tenho dores no corpo que só podem ser ainda efeitos da quimio mas são mais amenas. Tenho dor no pé esquerdo na parte de cima, como se tivesse machucado, nas costas entre as escápulas tbém como se tivesse machucado dentre outras dores musculares. Tomo o lyrica (75 mg)2 compr ao dia e um dorflex por dia que tem me ajudado bastante; Enfim Nanci tenho procurado me movimentar mais, durante as quimios ficamos praticamente enclausuradas rsrs e com os movimentos parece que me sinto melhor.

    Ah! peguei o resultado dos exames e tive consulta esta semana e graças à Deus estão todos bons.

    Torcendo agora e pedindo muito a Deus para que a doença vá embora e esqueça da gente rsrs, que nunca mais volte.... para nós duas e pra todas nossas amigas que estão lutando como nós.

    bjs
    Elenice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elenice, tudo bem amiga?
      É verdade, muitas coisas que aconteceram comigo só fiquei sabendo depois que as relatei ao meu médico. Eu o questionava se era efeito do tratamento! Eu não poderia imaginar que ficaria afastada tanto tempo do trabalho por conta da neuropatia e dos intensos fogachos! Pode uma coisa dessas? rsrsr
      Fiquei super feliz em saber que os seus resultados também deram ok. Se Deus quiser, e ele quer, ficaremos livres dessa doença.
      Um grande beijo.
      Nanci

      Excluir
  2. OI Elenice, Estou na minha segunda sessão de taxol, tenho cancer de mama e tive como efeito colateral a neuropatia periferica. Estou sendo medicada com Gabapentina (2 vezes ao dia) e amitripitlina (1 x). Parecia que tinha melhorado, pois fiquei uma semana sem sentir nada. Mas a dor voltou... alguma dica de medicação ou tratamento que possa ajudar? MInha dor, algumas vezes ´´muito aguda e sinto esses choques, coceiras, ferroadas (como quiser chamar) ao longo do dia. Vem e vai sem hora marcada. É muito incomodo, e as vezes insuportável. Alguma dica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aubergine, tudo bem?
      Tive muitos efeitos colaterais com a Gabapentina: engordei, tinha insônia, tonturas. O que me ajudou com a neuropatia foi o Amato. Veja com o seu médico. Agora, com o término na quimio e com o passar do tempo os sintomas da neuropatia estão bem amenos. Boa sorte e melhoras.
      Abraços.
      Nanci

      Excluir
  3. Tenho os mesmos sintomas por causa da quimioterapia e li que alimentos ricos DHA como peixe de águas frias e profundas, bacalhau (sem ser de cativeiro) ajudaria. Procurar por DHA na internet.

    ResponderExcluir
  4. Tenho 60 anos e tratei um linfoma não hodgkin difuso de grandes células b entre dezembro/14 e abril/15...Fiquei curado graças a Deus... mas continuo com dormências nas duas mãos, e o medico me falou, que isso pode passar depois de algum tempo.. e pode até mesmo ficar em definitivo....

    ResponderExcluir
  5. Tenho 60 anos e tratei um linfoma não hodgkin difuso de grandes células b entre dezembro/14 e abril/15...Fiquei curado graças a Deus... mas continuo com dormências nas duas mãos, e o medico me falou, que isso pode passar depois de algum tempo.. e pode até mesmo ficar em definitivo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José Zacarias,
      Já faz 3 anos que acabei as quimios e ainda sinto dormência nos pés e mãos.
      Esse sintoma pode sim sumir ou tornar-se definitivo, conforme informações do meu médico.
      Boa sorte...

      Excluir
  6. Oi Nanci tudo bem? meu reumatologista me pediu exame de eletroneuromiografia, e eu estou muito preocupada, pq meu pé começou com edema enorme e continua só que um pouco menor, e parece que tem líquido e formiga muito, arde, queima, e tenho também dormência e cãimbras nas pernas.... mas me passou uma forma com nimesulida e alguns outros remédios, já fazem 10 dias que estou tomando, melhorou um pouco a ardência, mas o formigamento parece que piorou, sem contar os pés pálidos e gelados, mesmo colocando 2 meias e usando pantufa parece que não esquenta! ai deu venocur pra mim tomar, e a angiologista passou um outro pra circulação também pra desinchar, mas nada desincha meus pés.... segunda vou numa nefrologista pra ver como está meus rins, o meu outro reumatologista desconfia que seja artrite reumatóide, pq meus exames está dando fan positivo, mas falta outras coisas pra ser lúpus.... estou com muito medo, você teve seus sintomas por quanto tempo? até descobrir que estava com neuropatia periférica? o meu exame só vou conseguir fazer no dia 15/06 até lá estou tendo muitos sintomas! Aguardo sua resposta! bjs e melhoras!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara,
      No meu caso, a neuropatia é decorrente da quimioterapia é ainda permanecem os sintomas, pois voltei com as químios. Quanto ao seu caso, somente o médico poderá ajuda-la
      Abraços e boa sorte!

      Excluir
  7. Hein gente, essas câimbras,formigamentos e edemas além dos efeitos dos quimioterápicos também podem ser agravados com o uso dos corticóides indispensáveis ao tratamento né?... Aumentar o consumo de cálcio a fim de combater o efeito colateral do corticóide sobre os ossos - lacticínios magros (embora mts desaconselham o consumo durante o tratamento), nozes e algas marinhas. Alimentação com pouco sódio (difícil devido a mudança no paladar ando exagerando...)e bastante potássio para diminuir a retenção de líquido (tenho consumido a spirulina e a clorella que embora classificada como algas ha controvérsia no entanto a quantidade de potássio e seu auxílio no combate a anemia tb devido a qtdade de ferro tem me ajudado. Ah o chá de hibisco do qual me lembrei a pouco (consumia bastante antes do diagnóstico e acabei deixando depois nem sei porquê) e que contém cálcio vit c diminui a pressão arterial melhorando a circulação e ainda pode adicionar canela em pau (com moderação a canela é termogênica - aumenta a pressão), mas ajuda controlar o desejo de comer açúcar.

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

Ser bonzinho demais pode fazer mal!

Provavelmente, você já deve ter ouvido a frase: “bonzinho só se ferra”. Pois bem, existe um certo acordo universal, que parece realmente ...