quinta-feira, 28 de março de 2013

Percorra seu caminho com sabedoria!

Hoje, novamente estive no hospital AC Camargo, para uma consulta com a Dra. Sandra, de cuidados paliativos. Fui até lá para ajustar os medicamentos para a neuropatia, que estavam me deixando "Doidinha da Silva": deprimida, chorona, nervosa e até agressiva! kkkkk rir para não chorar, né?
Enquanto eu aguardava para ser atendida, mais de uma hora e meia de espera,  uma moça simpática, usando uma roupa bastante colorida e umas anteninhas na cabeça ainda mais coloridas, entrou na sala de espera e, de repente, ela quebrou aquele silêncio mórbido! Ela se apresentou,  disse que era de uma ONG e que tinha acabado de sair da pediatria. Disse que alguém tinha dito a ela que aquelas "crianças" ali presentes (cujo mais novo não devia ter menos de 40 anos) tinham pedido para ouvir uma estorinha! 
As "crianças", a princípio desinteressadas, passaram a prestar atenção no que ela estava dizendo... Vou  tentar resumir a vocês a tal estória:

Era uma vez, em uma aldeia distante, um mestre muito sábio que, no auge dos seus mais de 100 anos, estava a procura de um sucessor. Ele selecionou um grupo de jovens e iniciou uma série de testes. Primeiro foram os testes intelectuais. Foram várias e várias perguntas, mais de quinhentas, e apenas dois jovens se sobressaíram. Após o teste intelectual, o mestre separou dois punhados de feijões e os deu aos dois jovens. Os jovens receberam os feijões e perguntaram ao mestre o que deveriam fazer com os feijões. O mestre lhes disse:
Amanhã bem cedo, quero que vocês coloquem os feijões dentro de seus sapatos e subam aquela montanha, disse o mestre apontando para a montanha mais íngreme de todo o povoado.
No dia seguinte, logo pela manhã, lá estavam os jovens prontos para a caminhada, e o mestre e todo o povoado estavam presentes para prestigiarem o evento. O mestre fez um sinal e os jovens iniciaram a sua jornada. O caminho era bem íngreme e era cheio de pedregulhos. Um dos jovens efetuou o percurso todo sem nenhuma dificuldade, enquanto o outro, depois de pouco tempo, já estava com os pés totalmente feridos por causa dos feijões e acabou desistindo da prova. Ao chegarem de volta ao povoado, o jovem que desistiu da prova, com os pés em carne viva perguntou ao outro: Como é que você conseguiu efetuar todo o percurso com tanta facilidade? Eu duvido que você tenha colocado os feijões em seu sapato como ordenou o mestre. Então, o jovem vencedor retirou os sapatos e todos puderam ver os seus pés envoltos em uma pasta e o Ohhhhhh!!!, foi geral. Então o jovem, de pronto, respondeu: O mestre pediu-me para colocar os feijões no sapato, mas ele não me disse que precisariam ser crus, então eu os cozinhei!
Moral da estória: Se o caminho é difícil, você pode torná-lo mais suave! Basta percorrê-lo com sabedoria!
As "Crianças" adoraram a estorinha e a  mocinha de anteninhas saiu de lá com a sensação de dever cumprido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...