quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Cuidados paliativos!





O paciente com câncer apresenta uma enorme quantidade de sinais e sintomas de ordem física, emocional, psicológica e espiritual que surgem desde antes do diagnóstico e podem se estender durante toda a evolução da doença, e, inclusive, afetar diretamente a rotina e harmonia familiar. Esses sintomas também podem trazer uma piora na qualidade de vida e na resposta ao tratamento e, por isso, devem ser prevenidos para que seja possível evitar ou minimizar o sofrimento.
O termo “Paliativo” vem de origem latina (origem “Pallium”), que significa manto – e traz a ideia de proteção em cuidados que possibilitem prevenir e aliviar o sofrimento. O Cuidado Paliativo está dirigido ao alívio do sofrimento e da “dor total”, conceito que descreve todos os aspectos vivenciados em especial pelo paciente portador de câncer. 
No serviço de Cuidados Paliativos do Hospital A.C.Camargo o paciente encontra atendimento integral e personalizado oferecido por uma equipe multiprofissional e interdisciplinar de forma ativa, contínua, dinâmica e preventiva.  O objetivo é ajudar cada paciente e familiar individualmente a viver da melhor forma possível após o diagnóstico do câncer e em cada momento do tratamento de sua doença. O tratamento paliativo é utilizado em conjunto com o tratamento oncológico ativo, ou seja, a quimioterapia, radioterapia ou cirurgia, e sua importância aumenta em função do tipo do tratamento e do momento da doença. A transição do cuidado ativo para o cuidado paliativo é um processo contínuo e sua dinâmica difere para cada paciente.
Ontem, dia 27/02/13, passei em consulta com a Dra. Sandra Caires Serrano, da área de cuidados paliativos do ACCamargo, e de cara gostei muito dela! Fui encaminhada para esta consulta pela oncologista que me acompanha, Dra. Milena. O motivo da consulta foi pelo fato de eu não ter me adaptado com os medicamentos para controle dos sintomas das sequelas deixadas pelo tratamento cirúrgico e quimioterápico (neuropatia, fogachos, edema e dor nos pés e pernas), pois as reações aos medicamentos eram tantas que eu tive que parar o tratamento. A Dr. Sandra leu o meu prontuário e me fez várias perguntas sobre os meus sintomas e sobre as reações que surgiram com os medicamentos, anteriormente prescritos. Após examinar as minhas pernas e pés, conversou bastante comigo e prescreveu novos medicamentos. Ela me disse que iremos testando os medicamentos até encontrarmos um com o qual eu me adapte, a fim de melhorar a minha qualidade de vida.
Já comprei os medicamentos e começarei a tomá-los ainda hoje! Espero que eu me adapte com eles, pois ninguém merece conviver com dor, formigamento, caimbras, inchaço e com os malditos fogachos, não é??? rsrs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...