terça-feira, 16 de outubro de 2012

Rendi-me às futilidades da vida..

Sempre fui muito comprometida com o trabalho, com os estudos ("cdf" mesmo...afff) e não me permitia relaxar assistindo a uma novela, lendo uma revista feminina de fofocas, lendo um gibi, jogando videogame, assistindo a um filme trash... Meu  discurso era sempre o mesmo: isso é fútil, inútil, não me acrescenta nada, e por aí vai.
Eu trocava toda essa "futilidade" por revistas informativas e de negócios, noticiários, jornais, documentários, enfim, por todo o tipo de atividade que pudesse me acrescentar alguma coisa! 
Somente agora, eu percebo como eu era "chata" e "burra"! 
Quando eu adoeci e fiquei em casa por quase 2 anos, como eu já não sabia mais o que fazer para passar o tempo (pois já tinha esgotado o meu estoque de livros sobre câncer, livros de auto ajuda e livros espíritas), comecei a me permitir recorrer a algumas "futilidades": passei a ler revistas de fofocas, de bordados, de culinária, assistir a filmes trash; comprei um playstation e passei a tentar jogar (é claro que não consegui passar da 1ª fase rsrsr); passei a ficar mais tempo nas redes sociais, passei a comprar bugigangas em lojinhas de 1,99, enfim, passei a me divertir mais!
Continuo adorando gente inteligente, conversas inteligentes, porque sem modéstia, eu já sou inteligente prá caramba (peguei pesado rsrsr) e um pouquinho mais de conhecimento é sempre bem vindo. Mas hoje em dia, sabe o que não suporto? Gente chata. E quer ver gente mais chata do que as que detestam futilidades? Prá tudo na vida é preciso equilíbrio. Ninguém precisa passar 24 horas do dia apenas alimentando o cérebro para provar que tem um. 
A diversão pela diversão faz bem para a nossa saúde mental e é extremamente necessária, pois faz com que esqueçamos os problemas, faz com que possamos  rir mais e de nós mesmos, sim, por nos acharmos ridículos, e isso alivia toda e qualquer tensão! 
Se futilidade é perda de tempo, a melhor coisa do mundo é poder ter tempo para perder! Coitado daquele que não tem tempo a perder, ou que não se permite perder tempo! É claro que é importante trabalhar, estudar, ler bons livros, mas enriquecer o intelecto não é tudo na vida! Por que não dosar um tempo para o intelecto e outro para o bem estar? Use a sua inteligência a favor de você mesmo, em prol de sua saúde! Não leve a vida tão a sério, procure arrumar um tempinho para as coisas fúteis (ouvir uma boa piada, assistir novela, ler uma revista de fofocas, ler um bom gibi, se dar ao luxo de chupar um sorvete ou de comer um cachorro quente se lambuzando todo), permita-se, seja você mesmo, sorria e chore quando sentir vontade, pois assim manterá o seu corpo em equilíbrio e será muito mais feliz. 


3 comentários:

  1. Olá Nanci, tudo bem?
    Gostaria muito de enviar o livro "Caroline, um dia de cada vez" para vc. Envia-me seu email!!!!
    Grande abraço e fique com Deus!

    Orivaldo
    http://sgtorivaldoexercito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Muito obrigada. Que Deus abençoe e proteja também a você e a sua família.
      Abraços.
      Nanci

      Excluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...