terça-feira, 12 de junho de 2012

O câncer como aprendizado...

Faz 6 meses que fui diagnosticada com câncer, mas a sensação temporal é que já faz mais tempo!
Passei por tantas coisas neste período: 4 cirurgias, 6 ciclos de quimioterapia, vários exames e muitas e muitas visitas a médicos.
Minha vida mudou radicalmente, pois decidi focar-me somente no tratamento desta enfermidade. Estou afastada do meu trabalho, parei com os meus adoráveis passeios de moto nos finais de semana, reduzi todas as demais atividades...
Eu que levava uma vida super agitada, que não tinha tempo para nada, de repente, tudo mudou. É como se eu estivesse dirigindo um carro a 200 km/ hora,  e que, após capotar várias vezes, vai parando, parando e eu, ainda zonza, tentasse lutar com todas as minhas forças pela vida.
Acredito que o câncer surgiu justamente para me forçar a parar, pois a minha vida estava passando tão rápido que eu não tinha tempo para apreciá-la ou mesmo para valorizá-la.
Agora, tenho tempo para refletir, para observar, para ouvir e para prestar atenção em tudo e em todos que me cercam. Penso em quantos séculos de erros e desenganos seriam necessários para ensinar-me o que a enfermidade tem me ensinado em meses.
As dores trazem lágrimas profundas, realmente não é fácil, mas ao mesmo tempo proporcionam muito aprendizado e uma inexplicável sensação de paz e harmonia para aqueles que não desistem e persistem na busca do seu aprimoramento com fé e coragem.
Creio que muita coisa boa ainda está por vir, afinal, como diz o ditado "Depois da Tempestade Vem a Bonança".

Tem uma música que me inspira a nunca desistir: Everybody Hurts
Segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=S2N_uvnvGbI



2 comentários:

  1. Oi Nanci
    Sobre o afastamento do trabalho, vc fica por tempo indeterminado? Ou pode ser aposentada?como é isso? Bjusss e muita luz

    ResponderExcluir
  2. Alessandra,
    Eu me aposentei depois de 2 anos de afastsmento total, mas sou funcionária pública federal, que possue um regime trabalhista diferente da CLT!
    Beijos

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

Psicossomática: o corpo fala!

Fui diagnosticada com um câncer de ovário em estágio avançado em 2011 e, desde então, tive recidiva 2 vezes: em 2015 e novamente em 2018. ...