quinta-feira, 24 de maio de 2012

A cirurgia citoredutora.

A cirurgia para uma segunda tentativa de citoredução (histerectomia total e tudo o mais com doença visível) estava marcada para o dia 28/04/12. Eu estava ansiosa, mas confiante em Deus e nos meus amigos da espiritualidade, que tudo daria certo desta vez.
Sou espírita Kardeccista e, antes da cirurgia do meu corpo físico, efetuei 3 cirurgias espirituais, as quais tratam do perispírito acometido pela doença. Eu já podia sentir os resultados benéficos que me proporcionavam.
Um dia antes da cirurgia física, enviei um e-mail a todos os meus amigos e familiares informando a data e o local onde seria realizada a cirurgia e todos eles efetuaram uma corrente de orações a meu favor. Tenho muita fé e acredito piamente no que dizem as escrituras sagradas. "(Mateus 17:20) . . . Se tiverdes fé do tamanho dum grão de mostarda, direis a este monte: ‘Transfere-te daqui para lá’, e ele se transferirá, e nada vos será impossível.. . .
Fui internada no dia 27/04/12, à tarde, para que fossem realizados os procedimentos pré-operatórios. À noite, o Dr. Carlos Faloppa passou em meu quarto para uma visita e perguntou-me se eu estava bem. Falou-me mais um pouco sobre a cirurgia e me deu um abraço reconfortante.
No dia seguinte, por volta das 7h00, fui levada para o centro cirúrgico e eu me sentia calma e em paz. Fiz uma oração e pedi ao Dr. Bezerra de Menezes e à sua equipe médica do espaço para que estivessem presentes na cirurgia, conduzindo às mãos do meu médico do plano físico, para que tudo desse certo. Começaram os preparativos para a cirurgia e ainda tive tempo de cumprimentar o Dr. Carlos e sua equipe antes de apagar devido à anestesia.
Horas depois, acordei na UTI me esperneando, pois sentia um grande incômodo na garganta e mal podia respirar. Eu estava entubada e tentava a todo custo tirar os tubos de minha boca e nariz. Eram três enfermeiras tentando me segurar e acabaram por me amarrar na cama. Como eu continuava agitada, retiraram o tubo de minha garganta e eu fui ficando mais calma. Ainda estava sob os efeitos da anestesia e da morfina, mas pude perceber que era noite e que  meu marido e minha irmã estavam no quarto. Embora o que via e ouvia naquele momento não eram nítidos, perguntei a eles sobre a cirurgia e me disseram que a mesma tinha durado quase 8 horas e que o médico havia informado que tinha sido um sucesso, pois ele tinha conseguido uma citorredução ótima. Naquela noite, apesar de estar toda conectada a aparelhos, pude dormir tranquilamente e feliz.
Fiquei internada 5 dias na UTI, não por causa da cirurgia em sí, mas devido a uma reação alérgica que tive à morfina, que me deixou inchada feito um balão. Fui para o quarto, onde fiquei por mais 3 dias.
Tive alta no dia 06/05/12 e fui para casa. Como eu tinha ficado por mais de 6 dias somente à base de soro, o meu organismo ainda não estava adaptado a uma dieta sólida e, em uma tentativa de comer para recuperar o peso perdido, acabei passando mal e voltando para o hospital no dia 08/04/12, pela manhã, onde fiquei novamente internada devido a um problema de íleo adinâmico, comum de acontecer após cirurgias de grande porte. Mais uma vez, fiquei à base de soro, sem poder comer nada por 4 dias. No dia 12/04/12 o meu médico retirou os pontos de minha cirurgia (muitos pontos por sinal), bem como o dreno. Fui liberada do soro e tive alta no dia seguinte.
Durante o tempo em que estive internada no A C Camargo, fui constantemente monitorada por médicos e enfermeiros. Todos os dias, o Dr. Carlos Faloppa e membros de sua equipe me visitavam e acompanhavam de perto a minha recuperação, que segundo eles caminhava bem! Recebi tanto cuidado e carinho dos médicos e enfermeiros que acabei me comovendo de ver tanta dedicação. Os meus dias de internação foram também dias de aprendizado, pois descobri o real sentido do amor ao próximo, da humildade, da dedicação e do desprendimento!
Tudo tinha dado certo desta vez, graças a Deus!

33 comentários:

  1. Bom dia Nanci...

    Estou com um tumor no ovário, porém com aspecto benigno... Descoberto por uma ginecologista que me pedia exames e exames... Falava da necessidade de cirurgia , porém não marcava logo. Procurei então o hospital IBcc que a principio era coberto por meu plano de saúde..... Exames feitos cirurgia marcada.... Eis que as vésperas da cirurgia descubro que meu plano não cobria a cirurgia... Meu então medico me sugeriu fazer a cirurgia particular. Com valores por volta de 15mil caso eu não precisasse de úti ...como descartei a possibilidade recebi criticas quanto ao hospital indicado por meu plano. O AC Carmargo... Ainda assim marquei consulta e no dia seguinte .... Dia em que era para estar realizando a cirurgia no IBcc passei com o Dr Faloppas.... E fiquei com a sensação do que li agora em seu blog. De que a relação medico hospital e paciente êh muito mais humanizada. Meu medico do IBcc disse que no ACCamargo eu seria operada por residentes.... E fiquei com essa preocupação...que foi desfeita com o atendimento do Dr Faloppa e ao ler seu depoimento fiquei ainda mais confiante.... Espero que esteja tudo bem com seu tratamento.... E estou mais confiante para o meu.

    Obrigada

    Ana Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ana,

      Que bom receber notícias suas! O AC Camargo é um hospital de referência e é o 4º melhor hospital para tratamento do câncer na américa latina. Quanto ao Dr. Carlos Faloppa, nem se fala, um médico experiente e muito dedicado. Pode ter certeza que você está em boas mãos. Para você ter uma idéia, durante a minha cirurgia, ele próprio fez a sutura e ele próprio retirou os pontos!! Os residentes somente acompanham a cirurgia e efetuam as visitas durante nossa estada no hospital, mas mesmo assim o Dr. Faloppa me visitou todos os dias!
      Quanto a mim, na sexta-feira, fiz a oitava e última quimioterapia. Agora terei que fazer o acompanhamento mensal e, posteriormente, trimestral, para verificação de uma possível recidiva.
      Desejo-lhe boa sorte na sua cirurgia e espero, do fundo do meu coração que não seja malígino.
      Um grande abraço.

      Nanci

      Excluir
  2. Olá Nanci...

    Espero que possa imaginar o peso que saiu de mim ao ler cada post seu.... Você já esta em minhas orações.... E admiro a serenidade que teve ao retratar toda essa etapa da sua vida e tenho certeza que abriu muitos horizontes que antes você não via....eu realmente gostei do medico ... E agora entendo o motivo de terem desmarcado minha no IBCC ... Não estava nos planos... Não era pra ser... Que o seu corpo reflita toda essa boa energia que acompanha a sua mente...

    Obrigada mesmo


    E que a vida se apresente doce ...


    Ao tenho dois filhos lindos. Maria Laura 7 anos e Pedro 5 anos.... Tenho 27

    Flicidades

    Ana Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ana,

      Sou eu quem lhe agradeço pelas orações e vibrações pela minha recuperação!
      Felicidades e boa sorte!

      Nanci

      Excluir
  3. Oi Nanci, gostaria de saber se na cirugia foi retirado todo o seu utero, se vc ainda tem a possibilidade de ter neenm, pois minha irmã irá fazer essa cirurgia amanhã, e os médicos retirarão o utero.

    aguardo resposta.

    abraço,

    Silvana Napolitano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvana, tudo bem?
      No meu caso, foi retirado todo o meu aparelho reprodutor e eu não tenho mais a possibilidade de gerar uma criança, mas nada me impede de ser mãe, pois posso adotar uma criança, não é mesmo?
      No caso da sua irmã, tudo depende do que o médico irá encontrar lá dentro, pois cada caso é um caso. Tenho uma amiga que retirou tudo também, mas que congelou os óvulos e que já tem uma barriga de aluguel para uma futura inseminação artificial!
      Existem várias possibilidades, o importante é tirar de sua irmã todo esse câncer e devolver a ela novamente a saúde querida!
      Fiquem com Deus e boa sorte a ela na cirurgia! Ah, passe por aqui depois para me dizer se correu tudo bem.
      Abraço fraterno.
      Nanci

      Excluir
  4. Olá Nanci, quantos pontos foram necessários na sutura?
    Grata,
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane,
      Não me lembro ao certo, mas acredito que foram mais de 40 pontos, na vertical!
      Bjs.
      Nanci

      Excluir
  5. Nanci vc fez exame coração antes da cirurgia. quais foram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo, boa tarde:

      Além do exame do coração, fiz vários outros exames antes da cirurgia.
      Os exames pré-operatórios fornecem informações sobre o paciente a ser submetido à cirurgia, otimizando sua condição antes da realização do procedimento.

A avaliação clínica pré-operatória compreende a anamnese, o exame físico e exames complementares como hemograma completo, coagulograma, glicemia, raios X de tórax e eletrocardiograma, de modo a ser definido o risco cirúrgico.

 Veja no site do Oncoguia informações mais completas. Segue link:
      http://www.oncoguia.org.br/conteudo/exames-preoperatorios/1396/265/

      Melhoras para a sua mãe.

      Abraços

      Excluir
  6. Nanci ela tem tumor 25cm. exame ca125 deu 11ul. baixo. isso quer dizer algo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,
      O CA 125 ter dado tão baixo é um ótimo sinal, pois pode se tratar de um tumor não maligno, porém, somente a biópsia do tumor poderá confirmar...
      Tenha fé que tudo dará certo!
      Abraços e tudo de bom para vocês!

      Excluir
  7. Respostas
    1. Olá Paulo,

      Sem, tumor benigno também pode provocar ascite.

      Abs.

      Excluir
  8. Nanci minha fez a cirurgia. O tumor estava solto quase não tinha ascit.Mais estamos aguardando biópsia

    ResponderExcluir
  9. Nanci minha fez a cirurgia. O tumor estava solto quase não tinha ascit.Mais estamos aguardando biópsia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,
      Que notícia ótima!
      Informe-me sobre o resultado da biópsia. Estou torcendo por ela.
      Abraços.

      Excluir
    2. não entendo bem oq diz a biópsia. vamos mostra ao médico dia 07/12

      Excluir
  10. Nanci deu tumor bonderline. estava solto ligado somente ao ovario

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, boa tarde:

      O boderline é um tumor não invasivo e com baixo potencial de malignidade.
      Apresenta altos índices de cura, cresce lentamente e raramente dá origem a metástases.
      Essa é uma ótima notícia. Torcendo por vocês!
      Abraços e fiquem com Deus.

      Excluir
  11. na biópsia de corpo uterino. negativo para malignidade.

    ResponderExcluir
  12. na biópsia de corpo uterino. negativo para malignidade.

    ResponderExcluir
  13. na biópsia de corpo uterino. negativo para malignidade.

    ResponderExcluir
  14. na biópsia deu corpo ulterino negativo para malignidade.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Resultado da biópsi. Corpo uterino negativo para malignidad.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,
      Muito feliz com a notícia! Graças a Deus!
      Abraços.

      Excluir
  17. Tenho cancro borderline maligno nos ovários e no peritoneo. Vou fazer cirurgia citorredutora. Tenho muito medo do pós operatório...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pós-operatório realmente assusta, mas se forem tomados todos os cuidados a recuperação e cicatrização são rápidas. Em média, 20 dias.
      Uma ótima cirurgia...

      Excluir
    2. participe de nosso grupo no facebook: Câncer de Ovário - juntas somos mais fortes.

      Excluir
  18. Nanci, seus relatos me trazem muita paz e calma, apesar de toda gravidade envolvida.
    Agradeço a Deus por ter encontrado seu blog, e de certa forma você!

    Um super beijo,
    Adriane.

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELO SEU COMENTÁRIO, MUITO BOM TER VOCÊ POR AQUI! AJUDE-NOS NA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE AO CA DE OVÁRIO, DIVULGANDO E COMPARTILHANDO AS NOSSAS POSTAGENS!

A.C.Camargo Cancer Center e Institut Curie firmam acordo de colaboração para pesquisa do câncer e os primeiros alvos são os sarcomas e radioterapia

Acordo de colaboração científica entre o A.C.Camargo Cancer Center e um dos principais centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut ...